Intercâmbio: 8 motivos para estudar no exterior

Rate this post




Universidade de Sorocaba listou fatores que mostram o quanto um intercâmbio pode ser importante para o enriquecimento cultural e para seu currículo. O número de brasileiros interessados em intercâmbio está em crescimento. O investimento em uma viagem educacional aumentou 82% entre 2015 e 2016, segundo dados da Pesquisa Selo Belta 2017, da Brazilian Educational & Language Travel Association (Belta). No ranking dos países mais procurados, por ordem de interesse, estão Canadá, Estados Unidos, Austrália, Irlanda, Reino Unido, Nova Zelândia, Malta, África do Sul, Espanha e França.
Conhecer novas culturas, aprender um idioma, aprimorar os conhecimentos e investir na formação acadêmica estão entre os principais fatores que motivam a procura por estudo no exterior. Uma das opções que tem crescido, conforme aponta o levantamento, é a realização de cursos superiores fora do país. Na Uniso, vários estudantes já tiveram essa experiência. Confira aqui o relato e as dicas de alguns deles.
Essa vivência também pode ser muito proveitosa na pós-graduação, pois agrega ao currículo um diferencial importante. Além de ser uma oportunidade de profissionalização, é capaz de impactar a formação pessoal como um todo.
Abaixo, apresentamos vários benefícios que o intercâmbio pode trazer.
Ascensão profissional
O primeiro benefício para quem faz um curso, um intercâmbio ou um programa de curta duração fora do país é o enriquecimento do currículo. As chances de aumentar sua valorização dentro da empresa em que trabalha são maiores.
Em contrapartida, a experiência de estudar no exterior é um diferencial de impacto na busca por novas oportunidades profissionais.
Networking
Estudar fora possibilita conhecer pessoas que estão em posições estratégicas em empresas de outros países. Sua rede de contatos profissionais amplia e você passa a ter visibilidade em um cenário internacional.
Victória e Letícia com outras brasileiras no Chile, em feira de intercâmbio
Uniso/Divulgação
Novas habilidades
O contato com profissionais e professores que vivem a realidade de países desenvolvidos pode ser extremamente importante, certamente fará com que você desenvolva novas habilidades para resolver problemas para os quais não via solução anteriormente.
Autoconfiança e autoestima
Estar ao lado de pessoas que buscam vencer desafios semelhantes aos seus e poder testar seu conhecimento junto a elas podem elevar sua autoestima e melhorar sua autoconfiança. A partir desta oportunidade, você terá uma visão diferente sobre si.
Novos desafios
Estudar fora é um grande teste em vários aspectos, a começar pelo idioma. Não há alternativa a não ser deixar sua zona de conforto e ver o quanto é capaz de se adaptar a novas realidades e vencer desafios.
Alunas da Uniso com grupo em intercâmbio no Chile
Uniso/Divulgação
Aprimoramento do idioma
Salas de aula, livros, tudo é importante para aprender um novo idioma, mas só a prática constante fará com que aprimore esta habilidade. Por isso, nada melhor que uma vivência internacional para atingir esse objetivo.
Enriquecimento cultural
Quando estamos em um ambiente com pessoas de países, culturas e tradições diferentes, vemos o quanto podemos crescer como profissionais e como seres humanos. É uma oportunidade interessante para aprimorar nossos valores. Você começa a se ver com outros olhos, a partir de novas experiências e de conhecimentos adquiridos.
Conhecendo o mundo
Participar de um programa de estudos em outro país nos permite estar em lugares fantásticos que parecem ter saído dos livros de história e geografia, ou conhecer outros que nem sabíamos que existia. Nestas ocasiões nos damos conta do quanto o planeta é imenso. Poucas coisas no mundo proporcionam uma sensação de realização quanto esta.
Alunas visitam e ajudam orfanato durante intercâmbio no Chile
Uniso/Divulgação
São muitas as razões para participar de programas de estudo no exterior. Para facilitar, diversas instituições têm políticas de expansão internacional e buscam parcerias para o intercâmbio.
A Universidade de Sorocaba (Uniso), por exemplo, possui convênios em diversos países para que seus alunos possam ter essa experiência. Vários deles já aproveitaram a oportunidade, como Letícia Louise Gonsalez, de Arquitetura e Urbanismo, e Victória Barreiros Lauria, de Administração, que fizeram parte dos cursos na Universidade Mayor do Chile, entre 2016 e 2017.
Uma das mais recentes parcerias também possibilita que alunos e ex-alunos da Pós-Graduação Lato Sensu – Especialização e MBA façam módulos internacionais na Universtity of La Verne, na Califórnia, Estados Unidos. São quatro opções de cursos avançados de curta duração com foco em gestão, além de módulos em inglês. Aos participantes, são emitidas duas certificações: Certificate in Executive Management, na temática cursada, pela University of La Verne, e Business English Program, pela ELS.
Conheça outras parcerias internacionais da Uniso pelo site.



Leia na íntegra

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Assine a nossa newsletter
Assine a nossa newsletter
Inscreva-se aqui para receber as últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento