Cotidiano: a importância das normas de convivência para o bem-estar na escola

Rate this post




Quando a criança aprende a respeitar o direito do outro, entra em contato com o conceito de ética logo na infância. Objetivo de Sorocaba elenca regras de convivência na escola
Divulgação
Conviver é um exercício diário de cidadania. Viver em sociedade é, acima de tudo, uma necessidade humana. Torna-se simples quando se depende uns dos outros para viver melhor. Esse exercício social se inclina, principalmente, ao respeito, às diferenças e ao ato de obedecer às regras de conduta moral e ética. Para as crianças, em especial, as normas de relacionamento com o meio são mais bem exercidas na escola, onde o ato de dividir o mesmo espaço é mais intenso.
A formação da criança enquanto cidadã é um processo que dura até por volta dos 6 anos. Esse período é a base para todas as aprendizagens humanas. Reservar um espaço na educação para transmitir valores como solidariedade e tolerância é indispensável. Em casa, a criança aprende por observação e isso ganha outras proporções na escola. Se ela não vivenciou esses princípios com a família – fundamental dentro desse processo -, terá dificuldade em assimilar as mesmas questões em outro ambiente.
“Trabalhar de uma maneira interativa encoraja a aprendizagem de todos e incentiva a percepção de que a criança está inserida numa comunidade e que deve estar sempre atenta para fazer sua parte”, aponta Maria Irene Maluf, psicopedagoga especializada em neuroaprendizagem.
Regras de convivência na Escola
A escola é o espaço onde o ápice da interação social da criança acontece. Fora do ambiente familiar, ela tem contato com outras pessoas e suas histórias. As diferenças estão ali, lado a lado com seu grau de entendimento sobre o mundo. Então, como ensiná-las a manter o mínimo de ordem para o bem das próprias relações?
Algumas regras básicas auxiliam na compreensão genérica da criança acerca do ambiente escolar, tais como:
Chegar à escola no horário
Ser comportado
Prestar atenção às explicações do professor
Obedecer aos professores
Não jogar lixo no chão
Ter postura correta ao sentar
Não conversar sem necessidade
Fazer a tarefa de casa
Caprichar nas atividades de sala
Respeitar os colegas
Essas regras, geralmente fixadas em murais ou portas de sala, vão criando na criança os nortes fundamentais para entender que deve existir uma organização para o bem comum. Aos poucos, as normas passam a se tornar atitudes naturais.
No intuito de debater sobre o assunto, o Objetivo Sorocaba convida os professores do Programa de Desenvolvimento Pessoal e Social (P.D.P.S) João Afrânio (Fundamental 1) e Bruno Marte (Fundamental II) para falar dos conceitos básicos do programa e promover uma vivência de aula com trocas de ideias sobre valores e princípios éticos na escola.
O evento é gratuito e acontece no dia 20 de março, a partir das 19h, na unidade Portal (Rua Romeu do Nascimento, 777, Campolim, Sorocaba). As inscrições podem ser feitas no site.



Leia na íntegra

Comentários
Carregando...
Assine a nossa newsletter
Assine a nossa newsletter
Inscreva-se aqui para receber as últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento